LOADING

Digite para buscar

6 habilidades essenciais para o futuro dos comunicadores

Compartilhe

Lista foi apresentada pelo jornalista Marcelo Bueno, organizador do evento Blogando, em palestra no Social Media Week São Paulo

“Precisamos estar pré-dispostos a mudar. Se você não estiver disposto, o mercado não vai mudar por você”. O alerta para profissionais da comunicação é do jornalista Marcelo Bueno, organizador do evento Blogando e sócio da agência Vnew. Ele palestrou, no Social Media Week São Paulo 2020 – FuTeCH, evento que tem apoio da ESPM.

“O profissional de comunicação está bastante ameaçado porque existe cada vez mais algoritmos e plataformas que conseguem executar o trabalho semelhante ao que ele faz”, alertou Bueno. “Por isso, precisamos falar dessas habilidades que temos que desenvolver”. Confira a seguir algumas skills apontadas pelo jornalista como importantes para o profissional da área no futuro:

1 – Dominar a tecnologia

“Muita gente acha que sabe mexer com computador e celular. Mas não é tão simples assim. É preciso saber os recursos que existem na internet para fazer o melhor uso deles”, comentou Bueno. O especialista exemplificou que o comunicador precisa conhecer fontes confiáveis para buscar informações de sua área de atuação e saber como utilizar ferramentas de inteligência artificial e robôs para automatizar processos. “É preciso encontrar uma maneira de desenvolver suas habilidades tecnológicas, pois isso vai ser muito valorizado no futuro.”

2 – Estar aberto a novos formatos de aprendizado

“Uma pós-graduação é excelente. Você vai terminar aquele período de 1 ano e meio aprendendo muita coisa. Mas também é preciso abrir a sua mente para entender que algumas coisas você pode aprender através de um podcast, de uma live, de uma palestra”, sugeriu Bueno. “Como a gente aprende com um conteúdo compilado em 15 minutos? É uma forma de pensar que pode abrir a sua mente para aprender de maneiras não tradicionais.”

3 – Identificar a força das redes sociais

O especialista mencionou que é importante o comunicador estar atento ao que ocorre nas redes sociais. Isso o ajuda a criar novos conteúdos e se conectar com as pessoas. “A Netflix brinca muito no Twitter. Tudo o que é dito [pelos usuários] é captado para entenderem o que o público está esperando ou não deles”, comentou o jornalista. “As marcas entenderam que as redes sociais são uma forma poderosa de se engajar com seus públicos e de conquistar novos públicos.”

4 – Saber lidar com dados

“‘Sou de humanas. Não tenho habilidade com números’. Esse discurso acabou. Não existe a menor possibilidade de ser um profissional de sucesso sem trabalhar com números. Você precisa aprender a mensurar se aquilo que está fazendo está dando resultado. Precisa aprender a criar uma planilha, calcular algumas métricas, a ler os dados que a própria rede social te oferece”, afirmou Bueno. “Aquilo que não é medido, não pode ser gerenciado. Precisamos de números para mensurar o resultado.”

5 – Ter noções de SEO

“Hoje não basta escrever bem. É preciso escrever com uma técnica de SEO para que seu conteúdo apareça no Google. Você precisa entender as palavras chave que precisam estar no seu texto e em sua imagem, e como o algoritmo do Google lê o seu texto para o apresentar nas primeiras colocações.”

6 – Investir no marketing pessoal

“As pessoas costumam esperar que descubram seu talento automaticamente, mas isso não vai acontecer. Não tenha medo e pense no seu marketing pessoal. Para de criar LinkedIn só na hora que você perde o emprego. É uma plataforma para dar visibilidade para sua carreira.”

LEIA TAMBÉM:

10 coisas que ninguém te contou sobre a rotina de um jornalista

Quiz: fake news ou verdade, você sabe identificar?

Como é trabalhar em uma agência de publicidade

Filipe Oliveira

Do clã Kardashian-Jenner a entrevistas com CEOs, até o título mundial do Corinthians. Nessa vida de jornalista já cobri de tudo um pouco: esportes, tv e cinema, agronegócio, tecnologia, negócios, empreendedorismo e setor automotivo. Depois de uma temporada de estudos e aventuras na África do Sul, voltei ao Brasil em busca de um novo desafio. Assim vim parar na equipe que criou e produz o #TMJ.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *