LOADING

Digite para buscar

Como se preparar para uma entrevista de emprego

Compartilhe

Em processos seletivos, é importante saber se preparar mentalmente para aumentar as suas chances de sucesso

Em um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo, ter um bom desempenho em entrevistas de emprego pode fazer a diferença entre conseguir ou não aquela vaga que você tanto deseja. Conversamos com Marcia Portazio, psicóloga clínica, orientadora de carreiras e professora da ESPM, sobre como se preparar para esse momento tão importante em um processo seletivo.

Cuidar muito bem do currículo

Em praticamente qualquer vaga de emprego, o primeiro passo do candidato é enviar o currículo. Pode parecer uma etapa trivial, mas pode fazer a diferença a seu favor.

“O primeiro momento dos processos é a análise do currículo. O currículo tem que ser um cartão de apresentação, a melhor fotografia do meu perfil profissional”, ressalta Marcia.

A psicóloga recomenda ainda que o candidato tenha consigo uma cópia do currículo. Apresentá-lo no momento da entrevista muitas vezes pode reforçar positivamente e relembrar o entrevistador de quais foram as qualidades que o levaram até lá.

“Se você for para uma entrevista presencial, leve consigo o seu currículo. Se for um processo online, envie-o minutos antes de a entrevista começar. Mesmo que a empresa já o tenha recebido em algum momento, isso faz com que o entrevistador relembre o que ele já leu em seu currículo e as suas competências.”

Entender as perguntas do entrevistador

Marcia ressalta a importância de estar totalmente focado na entrevista. Isso envolve pesquisar previamente sobre a empresa, sobre a vaga e sobre as competências esperadas para preencher essa vaga.

“Eu preciso estar presente na entrevista, de verdade, para poder me questionar ‘o que o entrevistador quer saber com essa pergunta?’. Entendendo o objetivo, é possível mostrar um perfil de competência mais adequado. Não é simplesmente falar o que a pessoa quer ouvir, mas apresentar respostas francas e honestas que valorizem o meu perfil profissional.”

A psicóloga ainda complementa: “O foco da entrevista é mostrar minhas competências. Muitas vezes, as pessoas vão para entrevistas sem esse foco. Quando o entrevistador pergunta, por exemplo ‘onde nos vemos em cinco anos’, muitas pessoas respondem à pergunta de forma pessoal. E o foco não é esse. Há também o espaço para questões pessoais, mas o foco é mostrar as competências profissionais.

Para Marcia, isso só reforça a importância de conhecer o máximo de informações possível sobre a empresa. “É importante saber, antes da entrevista, que empresa é essa, qual a cultura dessa empresa. Um bom entrevistador percebe claramente quando você investigou a empresa e fala com propriedade.”

Autoavaliação e aprendizagem

Para obter sucesso em processos seletivos, também é importante que o candidato saiba identificar suas falhas e pontos em que precisa se desenvolver após cada entrevista.

“É fundamental que eu tenha uma capacidade de realizar uma autoavaliação realista, tanto das minhas competências quanto da minha performance na entrevista. Talvez eu identifique, por exemplo, que precise fazer algum curso, algum treinamento ou simplesmente melhorar na entrevista a minha habilidade em demonstrar que eu possuo essas competências”, explica Marcia.

LEIA TAMBÉM:

5 dicas para mandar bem em entrevistas online

Mentira na entrevista: como recrutadores descobrem

O que fazer em 10 situações que podem atrapalhar uma entrevista

Tags:
Felipe Altarugio

Jornalista colaborador do #TMJ.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *