Conheça 3 perguntas frequentes em entrevistas de emprego e veja como as responder

Coordenadora da área de Carreira e Mercado da ESPM revela as intenções dos recrutadores com essas perguntas e dá dicas sobre como as responder

 

Conseguir uma entrevista de emprego é um feito muito importante para quem está em busca de uma oportunidade no mercado de trabalho. Ao longo desse processo, certas perguntas podem aparecer com mais frequência e serem feitas repetidamente pelos recrutadores. A coordenadora da área de Carreira e Mercado da ESPM, Adriana Gomes, listou algumas delas e deu dicas sobre como respondê-las.

 

Me conte um pouco sobre a sua história (ou sua experiência)

De acordo com a especialista, o objetivo com essa pergunta é entender de que forma o candidato se posiciona diante da sua própria história de vida e de que maneira ele consegue valorizar as suas competências para a posição que deseja alcançar. “É uma forma de o entrevistador entender como a pessoa organiza mentalmente a história dela de uma forma que seja interessante para o futuro empregador”, explica.

 

Não é necessário contar a história completa e muito menos dar todas as informações de uma vez só. “É importante que o candidato entenda quais são as necessidades da empresa e valorize as suas qualificações e qualidades perante essa expectativa”, comenta. Pesquisar sobre a empresa e fazer perguntas para o entrevistador também são formas de se destacar. “É importante não só responder as perguntas do entrevistador, mas também fazer perguntas para entender da melhor maneira possível quais são as suas competências que atendem a expectativa desse futuro empregador”, adiciona.

 

Por que você saiu do seu último emprego?

Segundo Adriana, apesar de provocar desconforto em algumas pessoas, por meio dessa pergunta, o recrutador quer saber se houve algum problema ou se o candidato teve alguma dificuldade no relacionamento com o antigo empregador. Essa informação também é importante, porque ajuda as empresas a entenderem quanto tempo o candidato ficou no seu antigo emprego. Períodos curtos são um sinal negativo. “As empresas gostam de explorar essa questão, saber qual foi o motivo da saída e entender um pouco as razões que levaram as pessoas a deixarem os empregos anteriores”, afirma.

 

Qual é a sua pretensão salarial?

Para a profissional, esse dado é relevante para que as empresas avaliem se as expectativas do candidato vão ao encontro dos interesses da instituição em questão. “É para ver o quanto a expectativa desse candidato está alinhada com as possibilidades que a empresa tem de remuneração”, diz. Adriana ainda relembra que há uma diferença entre os conceitos de salário e remuneração que não pode ser deixada de lado. “O salário é aquele valor nominal que você recebe no final do mês, e a remuneração inclui os benefícios”, enfatiza.

 

Outras perguntas que podem aparecer

Apesar de não serem tão comuns como as citadas anteriormente, perguntas sobre a personalidade, os hobbies ou até sobre que tipo de atitudes o candidato teria diante de uma situação inusitada também podem ser feitas eventualmente pelos recrutadores. “A pessoa que está perguntando não quer saber exatamente a resposta correta, ela quer saber como você raciocinaria, qual é a sua base de raciocínio para resolver determinada situação”, acrescenta.

 

LEIA TAMBÉM:

Quiz: descubra se você está preparado para entrevistas de emprego

 

6 dicas para se dar bem em entrevistas de emprego

 

9 comportamentos que você não deve ter em uma entrevista de emprego

Quer ver mais conteúdos do #tmj?

Preencha o formulário abaixo e inscreva-se gratuitamente em nossa newsletter quinzenal!

Você vai curtir

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on tumblr

INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER