LOADING

Digite para buscar

Mentira na entrevista: como recrutadores descobrem

Compartilhe

Especialista em recrutamento e seleção revela o que recrutadores fazem e observam para identificar uma possível mentira de um candidato

Repetição de perguntas e atenção aos movimentos e microexpressões são algumas táticas usadas por recrutadores para descobrir quando um candidato está mentindo. É o que revelou Adriana Gomes, líder do Programa de Integração Nacional de Carreiras da ESPM e diretora do site Vida&Carreira, em entrevista ao #TMJ.

De acordo com a especialista, uma das táticas investigativas dos recrutadores é fazer e refazer perguntas para checar possíveis inconsistências no discurso do candidato. “A gente faz perguntas com o objetivo de cercar algumas respostas que deixam dúvida em relação ao que a pessoa está falando”, explica a especialista. “Em alguns casos conseguimos identificar que não é totalmente verdade por uma somatória de atitudes”.

Os recrutadores também estão atentos a movimentos e microexpressões que podem indicar que há algo de errado. “Quando o que a pessoa está respondendo não é exatamente verdade, a pupila tende a dilatar, ela se mexe na cadeira ou passa a mão no nariz. O candidato também mostra desconforto no momento em que a pergunta está sendo feita”, comenta Adriana. “São pequenos sinais que demonstram que algo naquela situação não tem consistência ou não é exatamente verdadeiro”.

Os sinais que podem indicar uma mentira:

Foto: Shutterstock

– Candidato inquieto na cadeira 

– Passando a mão no nariz durante respostas

– Demonstrando desconforto durante uma pergunta ou resposta  

– Pupila tende a dilatar quando passa uma informação incorreta

LEIA TAMBÉM:

Testes vocacionais funcionam? Orientadora de carreiras responde

6 dicas para se dar bem em entrevistas de emprego

O que você precisa saber para se dar bem em uma dinâmica de grupo

Tags:
Filipe Oliveira

Do clã Kardashian-Jenner a entrevistas com CEOs, até o título mundial do Corinthians. Nessa vida de jornalista já cobri de tudo um pouco: esportes, tv e cinema, agronegócio, tecnologia, negócios, empreendedorismo e setor automotivo. Depois de uma temporada de estudos e aventuras na África do Sul, voltei ao Brasil em busca de um novo desafio. Assim vim parar na equipe que criou e produz o #TMJ.

Você vai gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *