fbpx
LOADING

Digite para buscar

Stuart Semple x Anish Kapoor: a maior treta do mundo da arte que você pode comprar

Compartilhe

Batalha entre artistas, que envolve substância exclusiva e pigmentos especiais, é marcada por provocações nas redes sociais  

Por Julia Cassu

Você já ouviu falar de Vantablack? É uma substância feita de carbono que absorve 99,965% da luz visível e aos olhos é um preto tão absoluto que parece que alguém recortou o objeto para fora da realidade no Photoshop. É o preto mais preto do mundo.

Quando o material foi desenvolvido em 2014 pela empresa inglesa Surrey NanoSystems, o mundo da arte ficou empolgado com as possibilidades que o material trazia, apesar de ser extremamente caro. No entanto, um artista milionário, Anish Kapoor, comprou todos os direitos de uso da substância em 2016. Caso você queira usar Vantablack, você precisa pagá-lo. Isso incomodou profundamente toda a comunidade artística, e principalmente um artista em específico: Stuart Semple.

O rosa mais rosa do mundo

PINK, o rosa mais rosa do mundo, criação de Stuart Semple Foto: Reprodução/Instagram

Semple passou o ano desenvolvendo uma vingança artística, e no final de 2016 lançou um pigmento chamado PINK. É o rosa mais rosa do mundo. O pigmento é tão rosa que uma tela não é capaz de reproduzi-lo. E, para comprá-lo, tudo que a pessoa precisa fazer é concordar com o seguinte termo do site de Semple: “Ao adicionar esse produto ao seu carrinho você confirma que não é Anish Kapoor, não está de qualquer maneira associado a Anish Kapoor, não está comprando esse item para Anish Kapoor ou qualquer associado de Anish Kapoor. Ao seu conhecimento, informação e crença essa tinta não chegará às mãos de Anish Kapoor”.

A ideia de Semple era que isso fosse uma performance. A venda não era a finalidade dos seus planos. Mas a comunidade artística comprou milhares de potes de PINK e o artista se tornou o símbolo contra Kapoor, que por sua vez já havia se tornado um símbolo da elitização da arte.

No entanto, o triunfo do rosa acabou rápido. Kapoor postou uma foto em sua conta no Instagram com seu dedo do meio mergulhado na substância. Mas Semple converteu sua irritação em inspiração.

Há anos, Semple desenvolvia seus próprios pigmentos. O rosa, que devia ser simbólico, tornou-se apenas o primeiro de muitos pigmentos exclusivos que qualquer pessoa no mundo pode comprar por um preço muito acessível, menos Anish Kapoor. A coleção dos “materiais de arte mais artísticos”, atualmente, inclui também o verde mais verde, o amarelo mais amarelo, e o glitter mais glitter do mundo. E ainda os pigmentos que mais emitem luz para criações que brilham no escuro, pigmentos que mudam de cor com temperatura, a tinta com mais efeito de espelho do mundo…

Tipo Vantablack

Apesar do seu arsenal de contragolpes a Kapoor, o xeque-mate foi criar um pigmento tão preto que, ao olho nu, ele tem exatamente o efeito do Vantablack. Com a diferença de que custa 16 libras, não precisa ser feito em laboratório e tem cheiro de cerejas. Ou seja, Kapoor está preso com um material que o limita criativamente pelo custo e produção enquanto todos os outros artistas do mundo podem desfrutar do mesmo efeito por muito menos. E Semple aprimorou a fórmula do seu preto diversas vezes – atualmente, estamos no Black 3.0, o mais próximo ao Vantablack existente.

Os materiais de Semple são uma enorme contribuição ao mundo da arte. São únicos, criativos, acessíveis e são uma obra performática e crítica por si só. Mas existe um toque a mais da arte do insulto em alguns deles: seu glitter mais glitter do mundo, por exemplo, foi o primeiro lançamento depois da foto de Kapoor com o dedo no PINK. Mas o glitter é feito de vidro cortado em mini pedacinhos, servindo como um desafio para que Kapoor enfiasse o dedo naquele pote.

Feijão espelhado

Cloud Gate, obra de Anish Kapoor conhecida como O Feijão Foto: Shutterstock

Outra poética maneira de declarar essa guerra são os deboches com o Cloud Gate, mais conhecida como O Feijão. A obra mais famosa de Kapoor é o feijão espelhado de Chicago – sim, aquilo é do Anish Kapoor. A tinta espelhada de Stuart Semple foi lançada para as pessoas pintarem objetos em casa e criarem obras mais criativas e bonitas do que o feijão a partir do mesmo conceito.

Semple também organizou um evento – falso, infelizmente – no Facebook para celebrar o aniversário de 64 anos de Kapoor. O evento consistiria em passar PINK nos lábios e beijar o feijão, manchando a obra de um com a obra do outro, mas no formato debochado e cheio de classe do beijo.

Essa treta ainda está rolando: Semple com sua classe e arte, Kapoor com sua ganância e megalomania. E você pode comprar a treta pelo site de Semple, que pode te direcionar para os pigmentos e para outras obras divertidas e profundas do artista ou o acompanhar pelo Instagram ou YouTube.

Conteúdo originalmente publicado no Newronio, blog escrito pelos alunos do Arenas ESPM, agência experimental do curso de Publicidade e Propaganda da ESPM.

Foto de abertura: Reprodução/YouTube

LEIA TAMBÉM:

Os desafios da carreira em design

6 termos que todo designer gráfico precisa saber

9 filmes que retratam o universo do design

Tags:
Newronio ESPM

Blog sobre criatividade escrito pelos alunos do Arenas ESPM, agência experimental do curso de Publicidade e Propaganda da ESPM. Para ver mais conteúdos como esse, acesse: newronio.espm.br

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *