LOADING

Digite para buscar

Tags: , ,

Tudo o que você precisa saber sobre o SUS

Compartilhe

Mais do que atender a população doente, o SUS também cuida de serviços como o SAMU e o Plano Nacional de Imunização, entre outras coisas

A Constituição Federal de 1988, além de revisar as leis que regem o Brasil, instituiu a criação do SUS, que começou a funcionar em 1990. Atualmente, sete em cada 10 brasileiros dependem exclusivamente do SUS para tratar da saúde, o que representa 70% da população do Brasil.

O SUS é o único sistema de saúde pública do mundo que atende mais de 190 milhões de pessoas, oferecendo uma gama de serviços que vão de atendimento médico, oftalmológico, odontológico e psicológico, além da coordenação das UBS (Unidade Básica de Saúde), do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do PNI (Programa Nacional de Imunização). A entidade ainda fornece medicamentos gratuitos para a população e é o sistema público que mais faz transplantes no mundo.

Um dos braços do SUS é a Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, fundada pelo médico sanitarista Gonzalo Vecina Neto. Ele concedeu uma entrevista a alunas do curso de Jornalismo da ESPM em que falou sobre a importância da entidade no atendimento médico hospitalar nacional e o seu papel no tratamento de pacientes contaminados pelo coronavírus.

“O SUS tem hoje algo em torno de 11 leitos de UTI para cada grupo de 100 mil habitantes, a iniciativa privada detém 32 leitos de UTI para cada 100 mil pessoas. No Norte e no Nordeste, quem socorreu o setor privado foi o SUS”, explica ele. E em estados como São Paulo, a iniciativa privada, cuja capacidade de UTIs se esgotou devido ao aumento exponencial de internações, recorreu ao SUS na segunda quinzena de março deste ano, solicitando leitos.

“O sistema de saúde não lida só com a assistência às pessoas, ele lida também com a prevenção de doenças. Quando surge uma doença nova, a Vigilância Sanitária consegue quantificar quantas pessoas estão tendo a doença e quantas morrem dessa doença”, explica o médico de atenção primária à saúde, Felipe Corneau, outro entrevistado na reportagem.

Assista a matéria completa:

LEIA TAMBÉM:

Motorista psicólogo: estudante cria projeto para promover saúde mental no Uber

Universitários respondem: como será o mundo pós-pandemia?

Davos: 5 lições de jovens ativistas que estão mudando o mundo

Tags:
Redação #TMJ

Produzido pelo Núcleo de Conteúdo da ESPM.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *