fbpx
LOADING

Digite para buscar

Você sabia? 6 curiosidades sobre a história da imprensa no Brasil

Compartilhe

A efeméride do primeiro centenário da Folha de S.Paulo é uma ótima oportunidade para lembrar um pouco da trajetória dos periódicos em nosso país  

Desde que Johann Gutenberg inventou a prensa de tipos móveis, em pleno ano de 1430, o mundo nunca mais foi o mesmo. Isso porque deu-se ali o nascimento do que hoje chamamos Imprensa. E, por mais que hoje tenhamos dezenas de maneiras diferentes e inovadoras para publicar e conseguir notícias, nada disso teria sido possível sem os jornais.

Em fevereiro, mais especificamente no dia 19, mais um jornal brasileiro passou a marca do primeiro centenário: a Folha de S.Paulo – juntando-se a outros 31 periódicos centenários da imprensa nacional (veja lista abaixo).

Para não deixar a data passar em branco, preparamos um “Você sabia?” especial sobre esse meio de comunicação que, a despeito dos avanços da tecnologia, ainda ocupa um lugar de destaque no universo noticioso – seja em versões impressas ou digitais.

Você sabia…

…que primeiro jornal do país não era impresso no Brasil?

Isso mesmo: o Correio Braziliense circulou mensalmente de 1º de junho de 1808 até 1º de dezembro de 1822 sendo impresso na Grã-Bretanha e chegando por aqui em navios ingleses. Seu fundador foi Hipólito José da Costa Pereira Furtado de Mendonça, jornalista e nascido em 1774 na Colônia do Sacramento (atual Uruguai) que, preso e acusado pela Inquisição em Portuga por disseminar a maçonaria, fugiu disfarçado de serviçal para a Espanha e Gibraltar até chegar a Londres – onde morreria em 11 de setembro de 1823. A “versão moderna” do Correio Braziliense foi lançada em 21 de abril de 1960, dia da inauguração de Brasília e da TV Brasília por Assis Chateaubriand.

…que a imprensa era proibida no Brasil antes da chegada da Família Real ao Rio de Janeiro?

Isso mesmo: não era permitido a criação de uma imprensa no país até 22 de janeiro de 1808, com a chegada da corte a Salvador. Seis meses e dois dias depois de a Família Real se transferir para o Rio de Janeiro, em 8 de março do mesmo ano, nascia a Gazeta do Rio de Janeiro, que circulava às quartas-feiras e aos sábados como órgão oficial do governo português enquanto Dom João VI permaneceu no Brasil. Foram 1.791 edições até 31 de dezembro de 1822.

…que o jornal mais antigo publicado em língua portuguesa ainda está em circulação?

Trata-se do brasileiríssimo Diário de Pernambuco: fundado pelo tipógrafo Antonio José de Miranda Falcão em 7 de novembro de 1825 – que também acumula o título de primeiro diário brasileiro e mais antigo jornal em circulação na América Latina.

…que nada menos que dez jornais centenários circulam no interior de São Paulo?

Isso sem falar de outros dois da capital: O Estado de S. Paulo (04/01/1875, com o nome A Província de São Paulo, ainda durante o Império) e Diário de S. Paulo (antigo Diário Popular – 08/11/0884)

…que o Jornal do Commercio, do Rio de Janeiro, foi o único jornal brasileiro a ser impresso ininterruptamente por 188 anos?

Fundado em 1º de outubro de 1827, circulou sem qualquer interrupção até 28 de abril de 2016.

…que o primeiro periódico brasileiro legalizado dirigido por um negro e voltado para a população negra foi lançado somente 25 anos depois da liberação da imprensa no Brasil, em 1833?

Tratava-se de O Homem de Côr, que circulava quinzenalmente no Rio de Janeiro e era impresso na tipografia do jornalista, poeta, fotógrafo e livreiro Francisco de Paula Brito, pioneiro na luta contra a escravidão e o preconceito racial no Brasil. O periódico teve apenas cinco edições – suficientes para inspirar outras publicações, como Brasileiro Pardo, O Lafuente, O Cabrito e O Crioulinho.

Conheça os jornais brasileiros com mais de 100 anos ainda em circulação:

NOME DO JORNALCIDADE/UFDATA DE FUNDAÇÃO
Diário de PernambucoRecife/PE07/11/1825
O Mossoroense (apenas online a partir de 31/12/2015)Mossoró/RN 17/10/1872
O Estado de S. PauloSão Paulo/SP 01/01/1875
O FluminenseNiterói/RJ 08/05/1878
Tribuna do NortePindamonhangaba/SP 11/06/1882
Gazeta de AlegreteAlegrete/RS 01/10/1882
Diário de S. Paulo (antigo Diário Popular) São Paulo/SP 08/11/1884
O TaquaryenseTaquari/RS 31/07/1887
Gazeta de MinasOliveira/MG 04/09/1887
Diário PopularPelotas/RS 27/08/1890
Jornal do Brasil (em 2010, passou a ser online, retomando temporariamente a circulação impressa em 2018, sob nova administração)Rio de Janeiro/RJ 09/04/1891
Gazeta de Ouro FinoOuro Fino/MG 31/01/1892
A UniãoJoão Pessoa/PB 02/02/1893
A TribunaSantos/SP 26/03/1894
Correio do PovoPorto Alegre/RS 01/10/1895
Jornal A MococaMococa/SP 11/04/1896
Jornal A ComarcaMogi-Mirim/SP 05/07/1900
Jornal de Piracicaba Piracicaba/SP 04/08/1900
Tribuna de Petrópolis Petrópolis/RJ 09/10/1902
Cruzeiro do Sul Sorocaba/SP 12/06/1903
Jornal do Commercio Manaus/AM 02/01/1904
 Jornal A Cidade Ribeirão Preto/SP  05/01/1905
Jornal Cidade de Rio Claro Rio Claro/SP 01/01/1905
Comércio do Jahu Jaú/SP 31/07/1908
Correio Riograndense Caxias do Sul/RS 13/02/1909
Diário do Povo (Apenas online a partir de 04/11/2012)Campinas/SP20/01/1912
A TardeSalvador/BA15/10/1912
Monitor MercantilRio de Janeiro/RJ26/11/1912
Correio da LavouraNova Iguaçú/RJ22/03/1917
Gazeta do Povo
OBS: a partir de 01/06/2017, passa de impresso para online, mantendo a edição impressa unificada apenas no fim de semana.
Curitiba/PR03/02/1919
Jornal do CommercioRecife/PE03/04/1919
Folha de S.PauloSão Paulo-SP19/02/1921

LEIA TAMBÉM:

10 podcasts indicados por mestres do Jornalismo

O que é como funciona o fact-checking

10 livros para estudantes de jornalismo


Tags:
Jorge Tarquini

Curador de conteúdo do #TMJ

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *