LOADING

Digite para buscar

10 livros que todo estudante de jornalismo deveria ler

Compartilhe

A lista reúne livros-reportagem, biografias e obras de ficção de grandes nomes da literatura e do jornalismo, como Gay Talese, Truman Capote, Euclides da Cunha, Caco Barcelos e Eliane Brum

É estudante de jornalismo ou sonha em seguir carreira na área? Então confira uma lista com livros-reportagem, biografias e obras de ficção que você precisa ler. As indicações são de Maria Elisabete Antonioli, coordenadora do curso de Jornalismo da ESPM.

A Sangue Frio (Truman Capote)

Esse clássico do jornalismo literário é uma profunda investigação do assassinato da família Clutter em 1959, crime que chocou a pequena cidade de Holcomb, no interior do Kansas (EUA). Capote passou mais de um ano na região investigando as circunstâncias do crime, acompanhou o julgamento dos autores e assim traçou um perfil dos assassinos, revelando suas motivações.

O Reino e o Poder (Gay Talese)

Nesta obra, o escritor norte-americano conta os bastidores do The New York Times, um dos veículos de imprensa mais importantes e influentes do mundo. Além de abordar a filosofia e os princípios editorias do jornal – para o qual escreveu nos anos 1960 – Talese revela relações do Times com o poder político e suas disputas internas.

Todos os Homens do Presidente (Bob Woodward e Carl Bernstein)

Os jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein reconstituem nesse livro a célebre investigação que conduziram para o The Washington Post sobre o caso Watergate, escândalo político que fez Richard Nixon renunciar à presidência dos Estados Unidos em 1974. A adaptação dessa obra para o cinema levou quatro estatuetas do Oscar. 

Chatô, O Rei do Brasil (Fernando Morais)

Biografia de Assis Chateaubriand, fundador dos Diários Associados, um império com quase cem jornais, revistas, rádios e canais de televisão. Atuando na política, nos negócios e nas artes, o personagem central dessa obra se tornou um dos brasileiros mais poderosos e controversos do século XX.

A Guerra Não Tem Rosto De Mulher (Svetlana Aleksiévitch)

O livro conta histórias de algumas das milhares de mulheres que lutaram no exército da União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial. Memórias que evocam frio, fome, violência sexual e mortes.

Abusado – O Dono do Morro Dona Marta (Caco Barcelos)

Um raio-X das facções do Rio de Janeiro. Através da história de Juliano VP (codinome de um conhecido traficante carioca), o livro revela a lógica e o modus operandi das organizações criminosas no Estado e sua cruel disciplina.

Hiroshima (John Hersey)

Reportagem sobre a bomba atômica que devastou a cidade japonesa de Hiroshima. Foi publicada originalmente em 1946 em uma edição da revista New Yorker. Quarenta anos mais tarde, o autor enriqueceu e atualizou a obra ao reencontrar fontes e fazer novas entrevistas.

O Olho da Rua (Eliane Brum)

O livro reúne dez grandes reportagens de uma travessia de Eliane Brum pelo Brasil no começo dos anos 2000. A jornalista revela a história dentro da história, narrando os bastidores das reportagens e mostrando os desafios da vida de um repórter. 

Os Sertões (Euclides da Cunha)

A obra é resultado de quase dois meses de observação da Guerra de Canudos, conflito entre tropas do governo e um grupo de sertanejos liderados por um líder religioso entre 1896 e 1897. É considerado o primeiro livro-reportagem brasileiro.

1984 (George Orwell)

Publicada em 1949, a obra do jornalista e romancista britânico é considerada um dos romances mais influentes do século XX. Aborda de forma ficcional as mazelas do totalitarismo.

Tags:
Redação #TMJ

Produzido pelo Núcleo de Conteúdo da ESPM.

Você vai gostar também

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *